3.81.89.248
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
nuvem-era-digital

Nuvem, como gerir o negócio na cloud

Se, para muitos, a nuvem é um termo que continua a significar um aglomerado de partículas de água ou gelo, a verdade é que ganhou um novo significado com o mundo digital.

Hoje, o termo "nuvem” é um pouco mais lato e representa também um sistema que está, literalmente, em todo o lado e acessível a partir de qualquer lugar ou dispositivo.

O que é a nuvem?

Quando falamos do termo nuvem referimo-nos a um grande conjunto de servidores que estão acessíveis através da internet, assim como os software e bases de dados que neles correm. Estes servidores na nuvem estão localizados em data centers  ao redor do mundo que armazenam e disponibilizam esses dados e serviços.

Ao usar a nuvem, está a aceder uma solução na cloud através da qual consegue armazenar todos os seus ficheiros e até correr aplicações remotamente, sem necessitar que estes estejam armazenados localmente no seu equipamento. Desta forma, pode aceder aos seus ficheiros a partir de qualquer local ou dispositivo, bastando ter uma ligação à internet. Além disso, é possível que o mesmo ficheiro seja acedido por vários utilizadores simultaneamente, facilitando o trabalho colaborativo.

Como surgiu o conceito de nuvem?

Só mais recentemente é que este se popularizou e chegou aos consumidores em forma de serviços muito comuns como o armazenamento de fotografias através do Google Fotos, por exemplo. A verdade é que o conceito já é bastante antigo e é utilizado há vários anos em investigação, nas universidades e nas empresas.

Embora não haja uma data concreta do surgimento do conceito "nuvem”, o termo cloud computing já é conhecido desde 1950. Nessa altura, o objetivo já era permitir que os dados pudessem ser acedidos através de qualquer computador,assim como possibilitar que várias pessoas pudessem usar o mesmo computador sem obstáculos relativos ao que nele estava armazenado.

Mais tarde, na década de 70, marcas como a IBM e a DEC começaram a alastrar este conceito às empresas, lançando serviços como o Remote Job Entry, um serviço muito utilizado na época para partilha de dados.

Nos anos 90, o conceito começou a ganhar tração, com as empresas de telecomunicações a investir na criação de VPN (Virtual Private Network) e com a partilha de servidores das grandes infraestruturas.

Desde o ano 2000, o investimento e a pesquisa foram crescendo exponencialmente até chegarmos aos dias de hoje, com uma grande quantidade de serviços e plataformas que utilizam o cloud computing como base.

Como podemos utilizar a nuvem no nosso dia a dia?

Hoje em dia é quase certo que praticamente toda a gente já utilizou algum serviço de nuvem no seu dia a dia.

Nos nossos equipamentos são vários os serviços de armazenamento na nuvem que vêm de origem, como é o caso do Google Drive, iCloud, Dropbox, OneDrive, Google Fotos, entre outros. Através destes, podemos guardar os nossos documentos, imagens, vídeos ou ficheiros para que estejam sempre disponíveis e guardados para a eventualidade do equipamento se estragar.

Além disso, existem também várias plataformas e aplicações que são usuais na rotina de cada um e que também utilizam a cloud para armazenar as suas informações. Falamos, por exemplo, das redes sociais como o Facebook ou o Instagram, dos serviços de email como o Gmail ou Office 365. Nestas plataformas, independentemente de onde é realizado o login, terá rapidamente todos os seus dados, imagens, vídeos e definições guardadas.

Já no ambiente profissional, além de todos os serviços que já falamos até aqui (que também são válidos nas empresas), há também outras soluções que permitem cortar nos servidores, hardware e licenças locais e transpor estes para a cloud, representando assim uma poupança de custos e de suporte técnico.

Quais as vantagens de utilizar a nuvem?

Até aqui já percebemos que a nuvem não é algo novo, mas que só recentemente é que começamos a tirar verdadeiramente valor dela. Hoje está espalhada por todo o tipo de serviços e plataformas. Se no digital é mais que certo a sua utilização constante, a verdade é que mesmo os negócios mais tradicionais estão cada vez mais dependentes desta tecnologia.

No entanto, quais são, na verdade, as vantagens de utilizar a nuvem? Vamos enumerar algumas delas:

  • Acesso imediato a informações e aplicações;
  • Possibilidade de trabalhar em qualquer lugar e ter acesso a programas, aplicações e dados de/em diferentes dispositivos;
  • Agilidade e garantia nas cópias de segurança;
  • Menor risco de perda de dados;
  • Redução de custos de armazenamento em comparação com infraestruturas físicas;
  • Acesso a tecnologias mais avançadas;
  • Maior velocidade de processamento;
  • Maior capacidade de integração;
  • Possibilidade de estabelecer contratos de outsourcing em questões de segurança com o prestador do serviço;
  • Garantia de ter um sistema de segurança permanentemente atualizado;
  • Menor consumo de energia devido aos recursos partilhados e otimizados;
  • Menores custos de IT e de equipa de suporte interna.

Conheça o ERP Cloud da PRIMAVERA que lhe permite tirar o máximo partido da nuvem

As soluções de gestão na nuvem, ou na cloud, permitem aos gestores colocar todo o foco e investimento no negócio. Permitem aceder à solução a partir de qualquer browser com acesso à internet, através de uma subscrição acessível, que pode evoluir à medida que o negócio vai crescendo. Conheça o ERP Cloud da PRIMAVERA, o ROSE BM, e prepare o seu negócio para a era digital.

0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!